Quem tem enfisema pulmonar também tem DPOC?

01/10/2020 / por Fundação ProAr

Em entrevista, Dra Angela Honda e Dra Juliana Franceschini esclarecem as diferenças e identificam os pontos em comum entre as doenças

Elas estão associadas, mas não são exatamente a mesma doença. Em comum, o enfisema pulmonar e DPOC têm o tabagismo como causa principal. Embora não tenham cura, ambas possuem tratamento que atenuam os sintomas  e melhoram a capacidade pulmonar do paciente.  


A médica pneumologista Dra Angela Honda, líder de Programas Educacionais da Fundação ProAR, e a Dra. Juliana Franceschini Pereira, fisioterapeuta e líder de Projetos, esclarecem que, assim como a bronquite crônica, o enfisema está incluído no conjunto de doenças que compõem a DPOC


Confira abaixo a entrevista completa com as especialistas: 


Fundação ProAR: É correto relacionar enfisema pulmonar a DPOC? Quais são os pontos em comum?


Dra Angela Honda e Dra Juliana Franceschini: Sim, pois o enfisema é uma das doenças incluídas no diagnóstico de DPOC. A DPOC é um conjunto de doenças que inclui os quadros clínicos de enfisema pulmonar e de bronquite crônica. 


Fundação ProAR:  DPOC é uma mistura de bronquite com enfisema?


Dra Angela Honda e Dra Juliana Franceschini: Geralmente o paciente com DPOC tem uma sobreposição dessas duas doenças, com maior predomínio de características clínicas de uma ou de outra. 


Fundação ProAR- Quais são os sintomas que caracterizam DPOC?


Dra Angela Honda e Dra Juliana Franceschini: A DPOC é caracterizada pela limitação à passagem do ar durante a respiração. Por isso, os principais sintomas incluem falta de ar e cansaço progressivos, que começam com grandes esforços e vão se tornando mais evidentes, levando o paciente ao sedentarismo. Quando a doença está mais avançada, mesmo pequenos esforços do dia a dia podem desencadear a falta de ar e o cansaço. Outro sintoma frequente é a tosse, que pode ser associada à expectoração. 


Fundação ProAR: Qual é a influência do tabagismo no surgimento de enfisema?


Dra Angela Honda e Dra Juliana Franceschini: O tabagismo é a principal causa da DPOC e do enfisema. O cigarro causa uma inflamação crônica nos pulmões. Isso leva à destruição de alvéolos, que são os locais responsáveis pelas trocas gasosas (oxigênio e gás carbônico) nos pulmões, e a perda da elasticidade do tecido pulmonar. Com isso, o paciente desenvolve perda gradual de sua função pulmonar. 


Fundação ProAR:  O exame de espirometria é um caminho correto para diagnosticar DPOC?


Dra Angela Honda e Dra Juliana Franceschini: Sim. A espirometria é um exame extremamente importante, pois avalia o grau de obstrução apresentado pelo paciente. Esse exame é indicado no diagnóstico de DPOC e também no acompanhamento da evolução da doença. 


Fundação ProAR: Enfisema pulmonar tem cura? Como ocorre o tratamento?


Dra Angela Honda e Dra Juliana Franceschini: O enfisema pulmonar não tem cura, mas tratamento para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida. O tratamento inclui uso correto das medicações prescritas pelo médico e em muitos casos um programa de exercícios, para ajudar o paciente a controlar a falta de ar e o cansaço durante as atividades.


  • Asma
  • Bronquiectasia/ Fibrose Cística
  • Câncer de pulmão
  • Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)
  • Tuberculose
  • fechar [x]

    eucalipto

    texto texto texto