Tosse: doenças, sintomas e tratamento

01/10/2020 / por Fundação ProAr

Saiba por que tossir também pode ser bom para o paciente

Por mais que seja incômoda, a tosse é um recado importante do nosso corpo. Afinal, ela pode ser um sintoma de várias doenças, além de uma defesa do organismo ou uma forma de expulsar substâncias estranhas. 


De um simples resfriado, uma tuberculose, uma pneumonia ou até câncer de pulmão, tossir é um sintoma de inúmeras possibilidades. E nem sempre o problema tem origem  nas vias aéreas inferiores. 


"É bom lembrar que doença cardíaca, das vias aéreas superiores e neurológica também podem cursar com tosse", ressalta Dr Rodrigo Athanazio, médico pneumologista do HC-FMUSP e integrante do conselho da Fundação ProAR. A tosse seca também é um sintoma recorrente em pacientes com Covid-19. 


Para desvendar o motivo da tosse e buscar o tratamento ideal, é importante classificar a duração do fenômeno. Quadros agudos tendem a durar, no máximo, entre quatro e seis semanas, podendo se resolver antes, enquanto a tosse crônica costuma persistir entre seis e oito semanas. Todo paciente com tosse crônica deve procurar assistência médica. 


Tosse seca ou produtiva: como identificar


A tosse tem basicamente dois tipos de classificação: a seca e a produtiva, sendo a última mais conhecida como "tosse cheia". A chave para diferenciar cada uma delas é que apenas na versão produtiva o paciente consegue expelir catarro junto com a tosse. 


Outra dica para saber se chegou a hora de procurar um médico é perceber o aspecto da secreção.  O catarro mais comum em quadros inflamatórios é transparente ou de cor esquanquiçada. Já a secreção amarelada ou esverdeada costuma estar ligada a quadros infecciosos. "Esse aspecto purulento (amarelo/esverdeado) é considerado um sinal de alarme e deve orientar o paciente a procurar assistência médica",  explica Dr Rodrigo Athanazio. 


Remédio nem sempre é necessário


O uso indiscriminado de medicamentos e até do tradicional xarope pode, em alguns casos, atrapalhar o tratamento. Tossir é um mecanismo fisiológico de proteção do pulmão. Inibir completamente a eliminação de secreção ou de corpos estranhos que podem ter sido aspirados aumenta o risco de complicações como infecções respiratórias.


Portanto, entender o motivo da tosse é o primeiro passo. Na maioria dos quadros virais, o uso medicamentos de suporte é adequado para amenizar a intensidade da tosse. Nas crises alérgicas, os anti-alérgicos também ajudam. "O uso de um xarope antialérgico para um paciente com pneumonia bacteriana, obviamente, não vai melhorar em nada seu quadro e poderá, inclusive, retardar um tratamento adequado", pondera Dr Rodrigo Athanazio.

 

 


  • Asma
  • Bronquiectasia/ Fibrose Cística
  • Câncer de pulmão
  • Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)
  • Tuberculose
  • fechar [x]

    eucalipto

    texto texto texto